Nessa disputa pela volta do Gabigol ao Brasil em 2018, em qual clube você aposta que ele vestirá a camisa??

Mercado da Bola

A inteligência de Paulo Henrique Ganso, a velocidade de Lucas Moura e a habilidade de Neymar. Foi assim, de maneira nada modesta que o empresário Wagner Ribeiro apresentou o garoto Gabriel Barbosa, então com apenas 14 anos de idade, para o mundo.

Exageros deixados de lado, o garoto cresceu e mostrou com a camisa do Santos que realmente poderia ter muito futuro no futebol internacional, sendo vendido para a Inter de Milão por 27 milhões de Euros, na época a quarta maior transação da história do futebol nacional.

Porém o futebol apresentado por “Gabigol” com a camisa da Inter de Milão passou longe daquilo que todos esperavam do garoto quando ele deixasse o Brasil. Vendido para o futebol italiano assim que os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro terminaram o garoto jogou em toda uma temporada apenas 10 jogos pela Internazionale e fez apenas um gol.

Com isso para ganhar experiência foi emprestado na recente temporada ao Benfica, mas passados quase 6 meses do seu desembarque em Lisboa a situação parece não ter mudado muito: apenas 5 jogos e novamente 1 gol marcado.

Com isso já começam a pipocar novamente boatos de que Gabigol será devolvido pelo Benfica à Inter de Milão e emprestado novamente, com alguns dos gigantes do futebol brasileiro entrando forte na briga pelo jovem.

Antes de qualquer equipe nacional começar a sonhar com o jovem em seu grupo, vale lembrar que Gabriel Barbosa recebe 2,2 milhões de euros livres de impostos como salário no clube italiano, o que daria algo em torno de R$ 8,6 milhões de salários no ano.

Para ajudar a transação a ser realizada em termos que ajudem tanto a Inter a reabilitar o seu jogador quanto o clube de destino os italianos aceitam pagar mais da metade deste valor, R$ 4,7 milhões do salário do jogador.

Com isso, o clube de destino no Brasil arcaria com os R$ 3,7 restantes, que sem a consideração dos impostos no período dariam algo em torno de R$ 325 mil por mês, muito menos do que o teto de grandes clubes do futebol nacional.

O Santos surgiu sempre como o principal interessado neste negócio, e o antigo presidente Modesto Roma Júnior já tinha negociações avançadas para contar com o jogador em 2018. O grande problema foi que Modesto perdeu a eleição e o novo presidente não parece disposto a exceder o teto salarial de R$ 300 no Santos por nenhum jogador, incluindo Gabigol como ele mesmo deixou claro em entrevistas.

Com isso, o São Paulo já aparece como um dos destinos favoritos de Gabigol para 2018 por conta de seu bom relacionamento com a Inter de Milão, por ter Dorival Júnior, técnico do auge do garoto, como seu treinador e por ser a única equipe que quase com certeza Gabigol chegaria para ser titular absoluto.

Outro clube que aparece forte na luta para a contratação de Gabigol é o Flamengo, que segundo o site italiano Tuttosport é um dos favoritos para ficar com o jogador no ano que vem. O time carioca possui no ataque as suas melhores peças e Gabigol teria que lutar para não terminar como Geuvânio, seu ex-companheiro de Santos que veio da China e não conseguiu conquistar o seu espaço.

Palmeiras e Cruzeiro são os outros interessados no futebol nacional e teriam a Copa Libertadores da América como grande atrativo para o jogador.

Os pontos negativos são a crise financeira que assola o Cruzeiro e as poucas chances dele chegar como titular no Palmeiras. No Palmeiras ele reeditaria a dupla com Lucas Lima, com quem há boatos não falar mais por conta de namoro de ambos com a irmã de Neymar.